RSS

Preserve as lojinhas: Porque comprar em sua cidade pode fazer sua vida melhor…

paintings-of-famous-montreal-places-st-viateur-bagel-city-scene-carole-spandau

Esse texto é mais do que um manuscrito em defesa dos interesses dessa ou daquela categoria. Tampouco é uma ode de repúdio aos grandes conglomerados transnacionais e seus produtos e serviços onipresentes. É somente a forma de expressar uma ideia sobre os benefícios de comprar seus produtos e serviços na esquina ao lado da sua casa ou do seu trabalho.

Sou um usuário assíduo da internet, tenho um iphone, conta no facebook, instagran, e-mail, blog e já comprei muita coisa on-line, inclusive o notebook com a qual escrevo esse texto. Também já viajei algumas vezes ao exterior e fiquei maravilhado com a diversidade, qualidade, facilidade e, sobretudo com a diferença (para menos, ou melhor, muito menos…) dos preços praticados lá, em relação aos daqui do Brasil. Como paulistano, vivi por anos a cultura do shopping comprando e frequentando-os assiduamente.

Há dois anos atrás, após trabalhar como funcionário público, professor, autônomo…

Ver o post original 932 mais palavras

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de março de 2014 em Sem categoria

 

Um luthier na Serra Catarinese

Imagino que quase todo mundo tem algo que gostaria muito de ter ou fazer e que, por força das circunstâncias da vida, acaba deixando de lado.

Eu sempre quis tocar violão. Libriano que sou, sempre achei a música uma das mais bela das manifestações da arte e, lógico, sempre me imaginei podendo usar as mãos pra produzir algo belo em parceria com um instrumento de cordas.

A chegada anunciada do meu primogênito Enrico para julho próximo, me trouxe a dose extra de estímulo necessária para iniciar os estudo há muito planejados. Devo confessar que, após as 3 primeiras semanas, os resultados ainda são incipientes, mas já muitíssimo prazerosos. E como é bom quando as notas e o sincronismo entre as mãos se mostram não só possíveis, como também controláveis e completamente lógicos… Comparo o meu sentimento ao de uma pessoa que aprende a ler após os trinta anos…é algo simplesmente…

Ver o post original 390 mais palavras

 
Deixe um comentário

Publicado por em 10 de março de 2014 em Sem categoria

 

Um Lugar na Platéia

Vive La France

Na última semana de setembro tivemos um encontro aqui na Enoteca dos Mercadores de Vinhos para celebrar a França. Nosso Liceo se vestiu de azul, branco e vermelho pelas mão hábeis do nosso Maitre (e decorador eventual…) Rafael. Réplicas da Torre Eiffel se misturavam com motivos provençais e entre o cheiro de baguetes e Brioches assadas na hora por um legítimo bolanger de Boudeaux, monsieur Frederic Onraet . Para fechar a fatura, ratatoilles, terrines, brandades do Chef Leonardo do Bistrot Canellé se apresentavam ao lado de grandes vinhos do sul e sudoeste do império Gaulês.

Falar de vinho francês é, por si só, complicado. Os rótulos possuem poucas explicações sobre o vinho depositado em seu interior, se restringindo às convenções básicas e obrigatórias de identificar a região de origem e a classificação dentro da região, além do nome do produtor ou da vinícola. Saber a uva utilizada ou os possíveis…

Ver o post original 411 mais palavras

 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de outubro de 2013 em Sem categoria

 

Almanaque dos Mercadores na área!!!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 25 de maio de 2013 em Sem categoria

 

O Pródigo e o Enjeitado

Prodigo & Enjeitado baixa

                Costumo me orgulhar da minha memória para fatos importantes de minha vida – e outros nem tão importantes assim.  Não que eu seja um prodígio para lembrar datas, nomes de pessoas e de lugares – aliás, sou bem ruim pra tudo isso que citei até agora. Mas lembro com detalhes de dias ensolarados na praia com meus pais na minha mais tenra infância, da minha primeira professora e de todos os meus colegas do pré-primário…se é que ainda chamam assim o primeiro contato da gente com a escola.

Lembro-me perfeitamente de quando ouvi a parábola do Filho Pródigo pela primeira vez…foi numa manhã ensolarada de sábado na sala paroquial da Igreja Nossa Senhora Consolata, na Zona Norte de São Paulo em uma das aulas da Catequese. A professora fez a leitura do Evangelho de São Lucas e, confesso, ela me deixou um tanto perturbado.

Como podia aquele cara tão…

Ver o post original 658 mais palavras

 
Deixe um comentário

Publicado por em 7 de maio de 2013 em Sem categoria

 

Tem campeão na área!!!!

Após vencer 56 candidatos de 54 países, incluindo o brasileiro Diego Arrebola, ao longo de três dias de eventos destinados a medir as habilidades dos profissionais talhados para harmonizar vinhos com alimentos e servir clientes exigentes, Paolo Basso foi escolhido o Melhor Sommelier do Mundo nesta sexta-feira, no campeonato mundial em Tóquio.
O sommelier de 47 anos que  nasceu na Itália mas competiu representando a Suíça já havia sido eleito em 2010 como o Melhor Sommelier da Europa e terminado em segundo lugar na última edição do Mundial, no Chile. Basso trabalha no Conca Balla em Vacallo, na fronteira suíço-italiana.

Os Mercadores de Vinhos parabenizam os sommeliers participantes, com especiais congratulações ao colega Paolo Basso.

Ver o post original

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de março de 2013 em Sem categoria

 

 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de março de 2013 em Sem categoria

 
  •  
    %d blogueiros gostam disto: