RSS

Arquivo da tag: Finca la Anita Malbec / Merlot

Os Winefreaks elegem os melhores vinhos da viagem à Argentina – Parte 2 – Cortes

Provamos diversos vinhos incríveis em nossa viagem na Argentina e os melhores blends (ou também ditos de corte, ou assemblage, ou assemblagem) foram os seguintes:

  • Vinhos de Entrada (vinhos de baixo custo, de consumo imediato):

      1. Finca La Anita – Mabec/Merlot (3 votos)

      2. Octans Carinae – Malbec/Syrah (2 votos)

    7º Vinho. Finca la Anita Malbec / Merlot – 14%

    Neste corte não safrado de diferentes parcelas de Malbec e Merlot foram produzidas somente 10.066 garrafas. Nos impressionou muito. Aromas mentolados, couro, cassis, geléia. Na boca uma bela sinegia entre as duas castas, a maciez da Merlot estava em perfeito ajuste com a potência da malbec, um tinto que inicia discreto e vai crescendo. Recomendamos muito.

Melhor Custo x Benefício:

    1. Octans Carinae – Malbec/Syrah (3 votos)

    2. Cuarto de Milla Branco – Chardonnay/Semillion/Tocai (2 votos)

Octans 2009. 79% Malbec / 21% Syrah. Esta foi uma das amostras mais interessantes que degustamos, é um vinho que passa 100% por barricas de carvalho francês de 3º uso por 8 a 10 meses com o intuito de afiná-lo um pouco e não passar aromas do carvalho. É o vinho da casa, não está  a venda no mercado, pode-se encontrá-lo somente da Bodega. Um tinto de grande pegada, taninos extremamente marcantes, potência, com certeza necessita um pouco mais de tempo em garrafa. Aqui já notamos o trabalho que a Carinae vem fazendo com a cepa Syrah, coisas boas ainda nos aguardavam.

  • Vinhos Premium:

      1. Carinae Prestige (3 votos)

      2. Preciado

      3. Las Perdices Reserva Don Juan

Carinae Prestige 2008. Um tinto elaborado com 70% Malbec / 25% Cabernet / 5% Malbec. Crianza de 18 meses em barricas de carvalho Frances novas. Podemos dizer que fechamos a degustação dos tintos com chave de ouro, a crescente foi incrível, este Prestige no nariz inicia discreto mas com a aeração abre-se para lindos aromas de cassis, frutas vermelhas cozidas, toques mentolados. Na boca perfeito, não apresentou arestas, com muito equilíbrio e força em sinergia. Final de boca longo e agradável. Foi talvez o melhor vinho degustado em toda a viagem. Mereceu o título de freak do dia!!!!

 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de março de 2012 em Bobagens, Dicas, Notícias, Novidades, Técnicas e conceitos

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

A saga dos Winefreaks – Finca la Anita – Uma preciosidade

Nossa próxima visita foi a uma pequena bodega localizada na região de Agrelo ao pé da Cordilheira dos Andes, uma pequena preciosidade comandada por Manuel Más, um empresário extremamente preocupado com a qualidade dos vinhos que saem de sua vinícola. A Finca La Anita.

A Finca La Anita nos esperava de portas abertas!!!

A finca possui 70.000 hectares onde 62.000 possuem vinhas cultivadas, destes, uma pequena parte é direcionada para a produção da bodega, o restante é vendido a outras vinícolas da região. Hoje são apenas 200.000 litros produzidos anualmente.

Dois enólogos comandam o processo dentro da vinícola, Soledad Vargas e Sebastian della Fazia. A produção média fica em 6000 a 8000 litros por hectare. Todo processo de irrigação acontece por gravidade com água do degelo e não trabalham com sistema de gotejamento como muitas vinícolas.

Sebastian nos recebe em meio aos vinhedos da Bodega.

Os vinhedos são explorados com casta brancas que incluem Tocai, Sauvignon Blanc, Semillion e Chardonnay e nas tintas, Cabernet Sauvignon, Merlot, Syrah, Petit Verdot, Malbec. Algumas vinhas de Syrah e Tocai podem chegar aos 60 anos de idade.

Vinhas antigas, manejo artesanal, baixa produção e irrigação por sulco...alguns dos segredos da qualidade dos vinhos da Bodega La Anita

A partir do ano passado a bodega passou a receber acessoria da enóloga Suzana Balbo, especialmente nos vinhos de corte trazendo ainda mais qualidade aos vinhos finais.

Na entrada da Bodega existe uma coleção pessoal de arte do proprietário Manuel Más de procedência do artista Lorenzo Domingues com peças lindas. A sala de barricas possui 60 unidades divididas em francesas, americanas e búlgaras.

Uma visão do salão que abriga uma mostra de arte, além de uma agradável sala de degustação.

Passamos por uma degustação de amostras de tinas de inox e, posteriormente, vinhos finalizados que devo dizer que apresentaram uma qualidade acima da média, realmente foram poucas as bodegas que conseguiram chegar neste nível de vinhos brancos e tintos. Passamos abaixo algumas de nossas avaliações.

Todas as amostras degustadas de tinas de inox descritas abaixo são da safra 2011, ainda não engarrafada, sem passagem por carvalho. Parte do vinho de cada uma destas amostras estão afinando nas pipas de caravalho esperando pelo corte com estas a amostras das tinas, ou seja, os vinhos ainda irão crescer muito, estávamos degustando vinhos não acabados.

A Finca la Anita possui algumas linhas de vinhos que se dividem na seguinte ordem: Cuarto de Milla / Luna / Finca la Anita / Finca / Varúa.

1ª Amostra. Petit Verdot 2011. Uma fera enjaulada, opulento, fechado, negro na taça, aromas animais ainda reduzidos, leve toques herbáceos. Na boca um monstro, taninos nervosos e duros, grande acidez, precisará mais um bom tempo de afinamento, promete ser um grande vinho dentro de alguns anos. Um tinto a ser observado.

2ª Amostra. Cabernet Sauvignon 2011. Destinado a linha Finca la Anita, bem estruturado, no nariz aromas típicos de pimentões verdes, especiarias, intenso. Na boca já apresentou um belo equilíbrio, com taninos domados e boa acidez.

3ª Amostra. Malbec 2011. Violáceo-azulado, muito fechado, no nariz notas de frutas negras cozidas, especiarias, café. Na boca grande corpo, taninos macios da malbec com uma acidez muitíssimo interessante. Está em franco crescimento, com certeza promete ser um grande malbec em alguns anos.

4ª Amostra. Syrah 2011. Esta casta é a menina dos olhos desta bodega, ano após ano a Syrah tem se mostrado muito consistente produzindo excelentes tintos de La Anita. Na minha opinião foi a melhor amostra degustada, fechadíssimo no visual, aromas marcantes de couro, cacau, mirtillos , potente no aromas mas elegantíssimo. Na boca perfeito, taninos nervosos mas bem trabalhados, final de boca bem marcado e muito longo, promete ser um grande caldo depois de um pequeno corte com  sua parcela no carvalho.

5ª Amostra. Merlot 2011. Incrível este tinto, um dos aromas mais enigmáticos das amostras, segundo Sebastian, esta amostra vem se transformando semana após semana. No aroma toques de especiarias, marmelo, couro, terra, não muito intenso. Na boca, um merlot típico, acidez e taninos macios e com uma estrutura mediana, promete ser um vinho muito elegante.

Terminando a degustação das amostras, passamos a sala de degustação para provarmos os vinhos engarrafados para comparações e análises.

1º Vinho. Finca la Anita Tocai 2010 – 13,3% – 6756 garrafas produzidas.

Cor amarelo palha com aromas discretos, apresentando toques florais, chocolate branco e marmelada, muito sutil, é um branco que impressiona no nariz. Na boca excelente, acidez no ponto, refrescante, com grande intensidade de sabores, um daqueles vinhos que inicia sutil e abre-se para grande potência. Excelente.

2º Vinho. Finca la Anita Chardonnay 2011 – 14%.

Que vinho maravilhoso, conquistou todo o grupo sem exceções, um clássico. Seus aromas untuosos, amanteigados mesclam-se perfeitamente com toques de cacau e maça verde. Na boca muita estrutura, potente mas com uma bela acidez. Um chardonnay a ser degustado.

3º Vinho. Finca la Anita Petit Verdot Rosado 2011 – 13,80%

Um rose de Petit Verdot com quase 14% de álcool já não me impressiona na partida. Uma uva tintória de grande estrutura por si só já tende a resultar em um vinho chato e foi mais ou menos o que vimos. Um rose de coloração cereja escuro, seu nariz estava fechado com notas de frutas vermelhas, morango. Na boca discreto faltando certa vivacidade, um bom rose mas nada extraodinário.

4º Vinho. Cuarto de Milla Branco 2011.

Este vinho de entrada da Finca é um corte Cardonnay / Semillion / Tocai. Mostrou-se uma excelente relação custo / qualidade, no nariz muito franco com aromas de frutas brancas e na boca um primeiro ataque potente, mostrando uma chardonnay bem maturada com excelente equilíbrio. Um vinho que custa na casa dos 20 pesos argentinos está muito bem.

5º Vinho. Luna Syrah 2011 – 15%

Como nas amostras de tanque o Syrah continua mostrando-se como um grande tinto desta bodega, este da linha intermediária estava muito bom, aromas de especiarias, cravo da índia, pimenta preta e couro apresentou-se com uma boca equilíbradíssima, potente, com ótimo volume de boca e um final muito elegante. Um belíssimo Syrah.

6º Vinho. Luna Malbec 2011 – 14,3%

Belíssimo Malbec, ameixas negras, mentolado, geléia de frutos vermelhos foram seus aromas, na boca ótimo, macio, redondo, taninos domados, excelente final, um grande achado desta linha Luna.

7º Vinho. Finca la Anita Malbec / Merlot – 14%

Neste corte não safrado de diferentes parcelas de Malbec e Merlot foram produzidas somente 10.066 garrafas. Nos impressionou muito. Aromas mentolados, couro, cassis, geléia. Na boca uma bela sinegia entre as duas castas, a maciez da Merlot estava em perfeito ajuste com a potência da malbec, um tinto que inicia discreto e vai crescendo. Recomendamos muito.

8º Vinho. Varúa Malbec 2008 Linea Pinacoteca. 14,3%

Obras de pintores Mendocinos ilustram seus rótulos, a cada safra as obras mudam. São produzidas somente 1500 garrafas em cada safra desta linha. Um vinho especial, de autor, só é produzido nas grandes safras, sem duvidas um ícone.

Um grande tinto para se avaliar, no momento da degustação apresentou aromas complexos de especiarias, pequenas notas licorosas, aromas terrosos, frutas vermelhas cozidas e morangos secos. Na boca perfeito equilíbrio, como no nariz, inicias com notas levemente licorosas, mostrando uma fruta bem madura, mas com taninos e acidez no ponto para contrabalançar. Muito volumoso com um final de boca elegantíssimo. Um grande vinho que apesar de caro deve fazer parte de qualquer boa adega.

Amanhã falaremos um pouco de nossa próxima visita na Bodega Barberis.

Grande abraço

 
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  •  
    %d blogueiros gostam disto: