RSS

Arquivo da tag: Vinho e Turismo

A saga dos Winefreaks – Chegada a Tupungato

Chegamos a nosso 4º dia de viagem e o destino agora era a cidade de Tupungato na região do Valle do Uco. Viagem tranquila de uns 140 Km sobre uma estrada muito boa com a cordilheira nos acompanhando. Nossa idéia em Tupungato era rumar diretamente para a pousada Tupungato Divino, indicação de um conhecido, porém, como não tínhamos reservas, íamos na torcida de conseguir os quartos para acomodar os 5 freaks.

On the road again!!!!

Entramos na cidade e nos deparamos com um problema já comum nessa viagem…o GPS simplesmente não possui informações detalhadas das cidades menores e não pudemos usá-lo para encontrar a pousada. Após uma série de tentativas frustradas acabamos encontrando cidentalmente uma enorme estrutura chamada Tupungato Winelands. Primeiramente achamos que poderia ser a pousada tão procurada. Ficamos parados em frente ao local mas não conseguíamos identicar o que era: Vinícola, Condomínio, Hotel? Após alguma discussão sobre se deveríamos entrar e furar nossa programaçao, resolvemos encarar, afinal de contas, os grandes momentos vem justamente de situações não programadas.

Após nos depararmos com essa imagem ficou a dúvida...entramos ou não??

E o nosso feeling estava calibradíssimo…que experiência incrível!!! Tupungato Winelands é um projeto imobiliário localizado a 50 min da cidade de Mendoza e 15 min de Tupungato, contando com uma área com 800 hectares de vinhedos com lotes privados e um campo de golfe com 18 buracos. Cada finca individual tem entre 2,5 a 4,5 hectares com 3000 m² reservados para a contrução de uma casa e o restante da área para ser dedicada aos vinhedos. Exatamente isto, o projeto consiste em cada morador ter seu próprio vinhedo na porta de casa!

O campo de golf com 18 buracos foi desenhado pela Adam Golf Design e está localizado a 1200 m de altitude sobre 60 hectáres de vinhedos, é lindo, e para aqueles que são golfistas uma notícia maravilhosa, o green fee para se jogar 18 buracos custa somente 180 pesos argentinos ( menos de R$ 90 reais). O campo não parece ser fácil, par 72, com buracos par 3, 4 e 5,  sendo que, praticamente desde o tee até o green o fairway é extremamente estreito e não permite erros.

Falando de vinhos, o vinhedo em Winelands tem acessoria do renomado enólogo Michel Rolland que tem a tarefa de ajudar aos proprietários a elaborar seus próprios vinhos.

Terminando nossa visita, chegamos ao restaurante do complexo, localizado em uma posição maravilhosa. no alto de uma colina. Ficamos um pouco temerosos dos valores dos pratos e vinhos, afinal de contas, clubes de golfe ao redor do mundo não são conhecidos por seus preços convidativos, ainda mais dentro de um vinhedo.

Lindo...mas será que era pro nosso bico??

Para nossa grata surpresa, os pratos tínham preços para lá de acessíveis…para se ter uma idéia, cada um pediu um bife de lomo, que estava muito bom, com empanadas e umas papas fritas rústicas maravilhosas de entrada. Tomamos dois vinhos brancos, um Portillo Sauvignon Blanc 2011 e um Zorzal Sauvignon Blanc 2011(ambos não decepcionaram…), gastando, com tudo isso incluído, incriveis R$ 60 por pessoa! Inacreditável!

Uma das iguarias do almoço...

Para completar as grandes surpresas do dia, teríamos de sair as 4 da tarde para caçar um lugar para nos hospedarmos, afinal ainda não tínhamos hotel reservado. Nesse momento, o gerente do local, Fernando Gonzalez, aproximou-se e nos sugeriu a Pousasa Salentein, dentro da renomado vinícola homônima. Ligou do celular pessoal e conseguiu uma reserva para cinco pessoas com tarifa especial e meia pensão! Dá para acreditar nisto?

A galera feliz à caminho da Pousada Salentein em um dia pra não esquecer jamais!!!

Mas isto é assunto para o próximo post do Blog.

Grande abraço a todos.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29 de janeiro de 2012 em Dicas, Notícias, Novidades

 

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Conheça os detalhes da Viagem à Argentina dos Winefreaks

Cinco jovens moradores das cidades de Canela e Gramado, atuantes dos segmentos de turismo e gastronomia passaram a se reunir pelo grande interesse que compartilhavam em relação ao Vinho e suas peculiaridades. Motivados pelo sucesso destes encontros decidiram criar uma confraria, que levou no nome, o perfil entusiasta do grupo: Winefreaks, na melhor tradução: “Loucos por Vinho”, que já completou um ano e resultou na criação de um Blog no qual são relatadas suas melhores “enoexperiências”. E esse foi apenas o começo…

Cristiano Ribeiro, Enzo Arns, Jonas Lunkes, Leandro Sperry e Isac Azevedo: dois paulistas, dois gaúchos e um paranaense, empresários, guias de turismo, sommeliers, iniciam no dia 25 de janeiro a primeira de uma série de viagens em que pretendem atingir 2 objetivos: Conhecer os melhores e mais exclusivos vinhos e vinícolas do país e do mundo e divulgar as belezas e particularidades da Região das Hortênsias, com destaque para as cidades de Canela e Gramado, onde vivem e trabalham.

O destino escolhido para iniciar a aventura é provavelmente um dos mais importantes do Mundo, seja por sua enorme concentração de regiões produtoras e vinícolas, seja por sua emblemática capacidade de produzir vinhos excepcionais. Mendoza, na Argentina simplesmente respira vinho. A região é a mais importante produtora das Américas, concentrando cerca de 1200 bodegas e produzindo mais de 12 milhões de Hectolitros do precioso caldo de uvas cultuado em todo mundo. Para se ter uma ideia, esse volume corresponde a 70% de todos os vinhos produzidos na Argentina.

A viagem será feita em uma van especialmente preparada para essa viagem, que destacará em sua estilização externa a cidade de Canela. Serão mais de 5000 km de estradas, com destaque para a travessia da fronteira entre as cidades de Uruguaiana e Paso de Los Libres pela Ponte Internacional Getúlio Vargas-Agustín Pedro Justo que sobrepõe o Rio Uruguai, além das paradas em Santa Fé, San Rafael e Tupungato, até a chegada na capital da província, Mendoza. Além dos vinhos, alguns passeios diferentes esperam a turma, como a visita ao Parque Provincial Aconcágua que é a base da montanha mais alta das Américas e também do Hemisfério Ocidental: o Aconcágua, com 6.962 metros de altitude.

Serão 12 dias, mais de 20 vinícolas, 25 restaurantes, bares e similares, 5 hotéis e pousadas, dezenas de vinhos diferentes degustados e a possibilidade de confrontar as similaridades e diferenças entre os países, suas culturas, seu modo de vida, seus encantos e mazelas.

A viagem dos Winefreaks é apoiada pelas seguintes empresas: Prefeitura Municipal de Canela, Brocker Turismo, Guimarães- Griffe em Imóveis, Super Carros, Harley Motors Show, Museu de Cera, Hollywood, Auxiliadora Predial – Casa da Serra, Santé Atividade Corporal, Ecoparque Sperry, Restaurante Bergamota, Agência Viajar Melhor e Mercadores de Vinhos. O Jornal Integração e a Revista Gramado cobrem a viagem com exclusividade.

Para saber mais sobre a viagem, seus destinos e tudo sobre o dia-a-dia dos enófilos acesse www.winefreaks.com.br .

 
Deixe um comentário

Publicado por em 23 de janeiro de 2012 em Bobagens, Dicas, Notícias, Novidades

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

  •  
    %d blogueiros gostam disto: